6 jogadores correm sérios riscos de deixar o Galo de graça em 2024

Faltam apenas dois meses para a temporada 2023 acabar e muita coisa pode acontecer no Campeonato Brasileiro. Apesar de enxergar o título da competição um pouco mais distante, o Galo ainda não jogou a toalha. Com foco nas 13 rodadas finais da Série A, o alvinegro se depara com o risco de perder de graça seis peças importantes em dezembro.

Reformulando o plantel e renovando os vínculos com peças-chaves, o Atlético-MG possui jogadores em fim de contrato. De modo geral, seis atletas podem estar vivendo seus últimos meses com a camisa do Galo. Dentre os nomes que estão prestes a sair estão: Mariano, Renzo Saravia, Réver, Bruno Fuchs, Mauricio Lemos e Hyoran.

Tratando o futuro de seus jogadores com cautela, o único nome que já tem o martelo batido é o de Réver. Aos 38 anos, o zagueiro é visto como ídolo por parte da torcida alvinegra e deve se aposentar ao fim desta temporada, já que seu contrato se encerra no dia 31 de dezembro. Com 12 títulos conquistados com as vestes do Galo, o defensor é o recordista em taças junto ao ex-goleiro João Leite.

Outra situação delicada, mas reversível é a de Bruno Fuchs. O jogador está emprestado pelo CSKA, da Rússia, mas o Atlético-MG pode contar com o jogador para a próxima temporada caso decida. Em contrapartida, Lemos deve permanecer no plantel por haver uma cláusula engatilhada de renovação automática.

Por sua vez, Mariano e Saravia alternam na titularida do plantel de Felipão. Com contratos encerrando em dezembro, a diretoria alvinegra analisa os próximos passos dos jogadores. Por fim, está Hyoran, que foi comprado em 2021 junto ao Palmeiras. Se recuperando de lesão, o jogador pode estar na barca do adeus.

Temporada no Galo

Dentre os nomes cotados para deixar o Atlético-MG, Hyoran é o que mais entrou em campo na temporada. Em 35 partidas disputadas, o meia marcou quatro gols e contribuiu com duas assistências. Em seguida aparece Mariano, com 34 jogos e duas assistências. Já Lemos conta com 32 confrontos, uma assistência e um gol marcado.

Por sua vez, Savia disputou 29 partidas e colaborou com um passe a gol. Por fim, aparecem Bruno Fuchs com 19 jogos realizados com a camisa alvinegra e Réver, com 15 confrontos. Ambos os jogadores não contabilizam gols ou assistências na temporada atual com o Atlético-MG.

Comentários estão fechados.

n