7 curiosidades sobre o lendário goleiro Taffarel

Enfrentando fase conturbada na década de 90, o Atlético-MG anunciou uma contratação surpreendente, e proporcionou à torcida, uma das grandes estrelas do futebol, reconhecido mundialmente. Sem grande poder de investimento do Galo, o goleiro Taffarel precisou lidar com salários atrasados e diversos problemas. Ainda assim, conseguiu mudar o cenário do clube, diante dos títulos.

Junto ao Galo, conquistou o Campeonato Mineiro de 1995, a Copa Centenário de 1997 e a Copa Conmebol, naquele mesmo ano. Era inevitável que se tornaria ídolo da Massa Atleticana, que não deixava de cantar: “EL,EL,EL SAI QUE É SUA TAFFAREL!”. De maneira inusitada, Taffarel chegou à Belo Horizonte logo após a conquista do Mundial de 1994.

Entre 1995 e 1998, o goleiro disputou 191 jogos com a camisa alvinegra, mas em 1998, Taffarel decidiu deixar o Galo, e seguiu rumo ao Galatasaray, da Turquia. Na despedida, Taffarel deixou claro, estar deixando à equipe, em função da diretoria do clube. Anos depois, em visita à Cidade do Galo, com a delegação da Seleção Brasileira, Taffarel relembrou:

“Eu mando um abraço a essa nação atleticana. Essa torcida que eu tenho muitas lembranças boas, incríveis. Quando entrava no Mineirão, cantando: “El, el, el, sai que é sua Taffarel”. Foi aqui que esse bordão do Galvão Bueno se perpetuou, porque eu saí da Copa e vim para cá. Foi uma coisa impressionante, sabe? Essa lembrança do carinho, do torcedor, do povo mineiro. Isso aí não se apaga nunca”, afirmou Taffarel.

Confira 7 curiosidades de Taffarel

  1. Recorde individual: Taffarel se tornou o único atleta representando a Seleção Brasileira, a nunca ter sido substituído, diante de três participações da Copa do Mundo consecutivas: 1990, 1994 e 1998, acumulando 18 partidas na equipe titular.
  2. Magia nos pênaltis: O único goleiro campeão mundial a defender um pênalti numa final de Copa do Mundo, foi Taffarel, cravando seu diferencial na história. Já aos 37 anos, o goleiro foi considerado o 10º melhor goleiro do mundo na história da IFFHS por cinco anos consecutivos (2009, 2010, 2011, 2012, 2013).
  3. Um dos maiores goleiros da história: Em 2007, Taffarel foi eleito o 5º maior goleiro da história do futebol mundial, pela Association of Football Statisticians no ranking realizado: “Top 100 Soccer Stars of All-Time”.
  4. Hall da Fama: Relembrado por todas as gerações dos torcedores de futebol, Taffarel foi homenageado ao lado de grandes ídolos do futebol brasileiro, como: Zico, Pelé, Romário e Ronaldo, e está no Hall da Fama da seleção.
  5. Famoso Bordão:  Especialista em defender pênaltis, Taffarel ganhou um bordão do narrador Galvão Bueno: “Sai que é sua, Taffarel!”. No entanto, em entrevista a Pedro Bial, o Galvão explicou o significado da frase, que foi criada devido ao costume do atleta em não sair de perto da trave do gol.
  6. Trajetória na Europa: Ficou altamente conhecido, por ter parado outro gigante do futebol, o atacante francês Thierry Henry, na final da Copa da UEFA de 1999-00. Taffarel defendia a camisa do Galatasaray, e representou o primeiro título continental do clube.
  7. Seleção Brasileira: Taffarel foi responsável por realizar o maior número de jogos de um goleiro da história. Vestiu a camisa 123 vezes, contando com 113 jogos pela seleção principal.

Comentários estão fechados.

n