Abel Ferreira vai aos microfones e cita o Atlético-MG para todo o Brasil

Após a vitória por 4 a 0 sobre o Atlético-MG, o técnico Abel Ferreira expressou otimismo quanto ao futuro tanto do Alvinegro quanto do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. Ele destacou que ambas as equipes estão na briga pelo título da competição.

Durante a entrevista coletiva, o português também analisou os detalhes do confronto desta última segunda-feira (17) na Arena MRV. Ele preferiu não comentar especificamente sobre a expulsão de Hulk no primeiro tempo, mas destacou as consequências da ausência do atacante, mencionando que previu as mudanças que o Galo faria em campo.

“É uma equipe muito forte, muito bem treinada. Tivemos a oportunidade de analisar o Atlético Mineiro, uma equipe que, tal como nós, vai lutar para ser campeão. Acho que foi um jogo onde nós entrámos muito forte, na minha opinião, e merecedores de marcar primeiro. Depois podem acontecer contingências de jogo, e não vou falar sobre a situação da expulsão, porque não é a mim que me cabe”, disse Abel Ferreira.

Atlético-MG na bronca

O Atlético-MG deixou a Arena MRV após uma derrota acachapante para o Palmeiras, mas o que mais incomodou foi a condução da arbitragem por Rodrigo José Pereira de Lima. Com a expulsão de Hulk no primeiro tempo e muitas reclamações a cada marcação, tanto o presidente do clube, Sérgio Coelho, quanto vários jogadores saíram bastante frustrados e indignados.

Alguns jogadores como o zagueiro Bruno Fuchs e o atacante Paulinho nem quiseram falar com a imprensa. O camisa 10 que foi expulso após a partida, já que se envolveu em uma confusão com o lateral-direito Marcos Rocha, que teve passagem vitoriosa pelo Galo, onde foi revelado.

Comentários estão fechados.

n