Árbitro que expulsou Hulk tem histórico ‘polêmico’ com o jogador do Atlético

O árbitro Rodrigo José Pereira de Lima novamente foi protagonista de uma polêmica envolvendo o atacante Hulk. O juiz expulsou o camisa 7 durante o confronto entre Atlético e Palmeiras, realizado na Arena MRV, pela nona rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Vale lembrar que no ano passado, o árbitro já havia mostrado um cartão vermelho controverso para o artilheiro. Naquela ocasião, América e Galo empataram por 1 a 1 no Parque do Sabiá, em Uberlândia, durante a 32ª rodada.

Durante o jogo, Hulk expressou frustração com algumas decisões de Rodrigo José Pereira, chegando até a fazer gestos de “roubo” com as mãos. Após o clássico contra o Coelho, o paraibano acabou sendo expulso.

“Eu cheguei a falar para o quarto árbitro que ele queria aparecer. Ele falou que vai colocar na súmula. Eu falei: ‘Pode colocar na súmula! Você quer aparecer! Porque você só aparece quando é para prejudicar a gente’. Vocês viram que eu fui falar com ele e ele deu as costas. Mal educado. Mal educado! O mesmo árbitro deu 12 minutos contra o São Paulo. Aqui, o jogo todo parado”, disse Hulk, na época.

A expulsão de Hulk diante do Palmeiras

Ontem, durante o jogo contra o Palmeiras, o árbitro expulsou Hulk aos 30 minutos do primeiro tempo. Após assinalar uma falta a favor do Atlético no meio-campo, o juiz foi alvo de reclamações por parte do atacante e mostrou dois cartões amarelos em um intervalo de menos de 15 segundos.

Ao deixar o campo, o craque protestou energicamente em direção a uma das câmeras de transmissão da Globo. O jogador pediu que os veículos de imprensa usem a leitura labial das imagens para entender a situação.

Comentários estão fechados.

n