Athletico-PR tem carta na manga para atacar ponto fraco do Galo

Nesta terça-feira (18), o Atlético encara um dos grandes desafios pela fase de grupos da Copa Libertadores da América, e viajou até Curitiba com o objetivo de levar a vitória à Belo Horizonte. Por ter se classificado ainda na etapa preliminar, ao derrotar Carabobo e Millonarios, o Galo poderia ser sorteado com um brasileiro, e encara o Athletico-PR na Arena da Baixada, às 21h.

O Furacão é o atual vice-campeão do torneio continental, e iniciou sua trajetória sem gols, em um empate diante do Alianza Lima, no Peru. Com apenas um ponto, o brasileiro ocupa a terceira posição, mas chega após um final de semana satisfatório, já que estreou no Campeonato Brasileiro com vitória por 2 a 0 contra o Goiás, atuando justamente em casa. Por isso, está atento aos detalhes para encarar o Galo.

O Atlético vem de uma derrota pelo Campeonato Brasileiro, em 2 a 1 contra o Vasco da Gama, e uma derrota em 1 a 0 para o Libertad, na Libertadores. Para bater o Galo, de acordo com Lucas Tanaka no Twitter, o Furacão pode ter uma carta na manga: “O Athletico vem forte na bola aérea hoje. Rômulo (1.93m) começa a partida, além de Zé Ivaldo e Pedro Henrique, que também são bons no jogo aéreo”.

Atlético pretende repetir passado de classificação

Para o Atlético, a oportunidade de respirar na competição vem acompanhada de uma vitória fora de casa. A grande vantagem para o duelo, que não pôde contar no primeiro jogo em casa, é que o atacante Hulk está de volta às opções do técnico Eduardo Coudet, após cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos. Desta vez, quem não participa é o lateral Renzo Saravia.

Após 23 anos, o Atlético reencontra o Athletico-PR na Libertadores, já que em 2000, os times se cruzaram nas oitavas de final e o Galo levou a melhor, nos pênaltis, exatamente na casa do Furacão. Além disso, será a oportunidade de quebrar um jejum de 10 anos sem levantar a taça do torneio continental, título sonhado pela Massa Atleticana, que vive nostalgia sobre a competição.

Comentários estão fechados.

n