Atlético está próximo de tomar decisão que pode render R$ 100 milhões

Em temporada de mudanças ao Atlético-MG, o clube já enfrenta dias agitados, tanto dentro quanto fora dos gramados. Desta vez, a decisão será diante do Conselheiro Deliberativo, que realizou um convite na sexta-feira (17), sobre reunião extraordinária marcada para 3 de abril, com o intuito de concretizar (ou não) a entrada do Galo na Liga Forte Futebol. Os conselheiros terão poder de definição por votos

No documento de convocação, o presidente Sérgio Coelho é um dos responsáveis, e já tinha comentado anteriormente sobre o projeto. Em entrevista ao ‘ge’, o presidente Sérgio Coelho comentou sobre as propostas da LFF, e enfatizou o maior objetivo dentro dos planos, garantindo que a distribuição de cotas de TV se adequem ao que é feito futebol europeu.

“O que a gente tem defendido é que o clube que ganha mais (com TV), ganhe no máximo três vezes e meio o que ganha menos. Exemplo: se o 20º colocado do Brasileiro ganhou R$ 100 mil, o que ganhou mais vai auferir R$ 350 mil. Na Inglaterra, isso é 1.6X a diferença. O que ganha menos é 100, o que ganha mais é160. Já estamos com um modelo bem razoável para os times que ganham mais, mas não pode ser mais que isso. Senão vai ter dois, três times no Brasil e outros são coadjuvantes”

Atlético possui decisão importante em mãos

A LFF foi criada diante dos clubes que não se encaixavam com os pensamentos da Libra, que de maneira geral, gostariam de organizar o futuro do futebol brasileiro. Recentemente, a Liga Forte garantiu um passo enorme para o projeto, e realizou um acordo com um fundo de investimento, que deseja ficar com 20% da liga brasileira por R$ 4,85 bilhões.

No entanto, o acordo ainda precisa passar pelos 26 clubes participantes. São eles: ABC, Athletico-PR, Atlético-MG, América-MG, Atlético-GO, Avaí, Brusque, Chapecoense, Coritiba, Ceará, Criciúma, CRB, CSA, Cuiabá, Figueirense, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Internacional, Juventude, Londrina, Náutico, Operário, Sport, Vila Nova, Tombense.

Comentários estão fechados.

n