Atlético-MG: Árbitro revela o real motivo do Hulk ser ‘expulso’

Atuando em casa, na Arena MRV, no encerramento da nona rodada do Brasileirão, o Atlético-MG sofreu uma goleada do Palmeiras. O placar final foi de 4 a 0 para o Alviverde, com gols de Aníbal Moreno, Piquerez, Estevão e Flaco López.

O principal tema do jogo foi a controversa expulsão de Hulk ainda no primeiro tempo. Isso deixou a equipe de Gabriel Milito com um jogador a menos na maior parte do tempo, impedindo-a de competir de igual para igual com o time de Abel Ferreira.

Na súmula da partida, o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima justificou a expulsão do atacante, esclarecendo que o cartão vermelho foi aplicado ao camisa 7 devido a reclamações e à insistência em contestar o juiz de maneira desrespeitosa. Veja parte do texto:

”Desaprovar com palavras ou gestos as decisões da arbitragem – Aos 31 minutos do primeiro tempo, expulsei do campo de jogo com a aplicação do segundo cartão amarelo o sr. Givanildo Vieira Souza, n° 07 da equipe do Atlético Mineiro SAF, após receber cartão amarelo por reclamação, o mesmo partiu em minha direção de maneira acintosa, ficando face a face comigo e gritando de forma desrespeitosa as seguintes palavras: ‘me diz o porquê do cartão, me diz o porquê”.

Hulk vira “problema” no Atlético-MG

Hulk será desfalque do Atlético-MG nos próximos dois jogos do Brasileirão. O primeiro será nessa quinta-feira (20), quando o time viajará até Salvador, na Bahia, para enfrentar o Vitória – ele cumprirá suspensão automática.

De acordo com informações obtidas pela ‘Itatiaia‘, o jogador também estará ausente na rodada seguinte, no domingo (23), às 18h30, diante do Fortaleza na Arena MRV. Isso porque na sexta-feira (21), ele viajará para os Estados Unidos para acompanhar o nascimento de sua filha Aysha.

Comentários estão fechados.

n