Bastidores do Galo revelam discurso emocionante de Hulk

Na última terça-feira (23), o Atlético-MG enfrentou mais um grande desafio pela Copa Libertadores da América, título sonhado pela torcida e pelo próprio elenco alvinegro. O adversário foi o finalista da competição do ano anterior, o Athletico-PR, líder do Grupo G. A Massa do Galo esteve em peso no Mineirão, já que entendia ser um jogo complicado, que necessitaria de grande apoio.

Ainda no vestiário do Atlético, em preparação para a entrada ao gramado, Everson e Hulk pediram a palavra e destacaram palavras necessárias antes de encontrar o Athletico-PR em campo. O goleiro frisou a situação do gramado, que é um problema que vem se arrastando em jogos pelo Mineirão, no entanto, buscou ressaltar que seria uma dificuldade extra para os dois times, não apenas para o Galo.

Para Hulk, não custou deixar específico o diferencial sobre a força de vontade da equipe, que deveria entrar para vencer. “Se a gente tiver vontade, para ganhar da gente vai ser foda. Pra ganhar da gente, com todos nós focados, os caras tem que jogar para c@#$%”. A Massa logo sentiu o desejo do time em conquistar a vitória, especialmente por sonhar com a vaga nas oitavas de final.

Atlético garante virada de chave na Libertadores

Para o Galo, a competição não iniciou da melhor maneira, já que foi derrotado nos dois jogos inicias da fase de grupos, perdendo para o Libertad, em casa, e para o próprio Athletico-PR, fora. Assim, ainda venceu o Alianza Lima, no Independência, e teria que buscar novos triunfos nas últimas três partidas, dependendo apenas de seu próprio elenco para a classificação.

Contra o Furacão, garantiu sua primeira vitória da sequência, em uma virada impressionante em 2 a 1. Aproveitando um erro de finalização do Galo, o Athletico-PR balançou as redes de Everson, mas o gol agiu como uma faísca para nova pressão do time mineiro. Os próximos dois gols, vieram de Paulinho, atleta que garante a artilharia do Atlético na competição.

Comentários estão fechados.

n