Bomba: Falta de reforços faz Gabriel Milito perder a cabeça no Atlético-MG

O técnico do Atlético-MG, Gabriel Milito, demonstrou grande irritação durante uma entrevista coletiva após o empate por 1 a 1 com o Atlético-GO, na Arena MRV, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele foi questionado sobre como está lidando com o alto número de desfalques e por que não incluiu mais jogadores da base no banco de reservas.

O “hermano” teve que lidar com 12 ausências na escalação da equipe neste último domingo (30), tendo apenas cinco jogadores de linha disponíveis como suplentes. Apenas o volante Battaglia e os atacantes Hulk e Paulinho eram considerados titulares.

“É uma pergunta recorrente e minha resposta é sempre a mesma. Vou repetir o que venho dizendo a cada semana: jogamos com os jogadores disponíveis. Ponto, sem mais. Posso vir aqui e falar sobre tudo. Jogamos com os jogadores disponíveis e vão ao banco de reservas os jogadores que estão disponíveis. Não tenho porque completar 23 jogadores se sei que tem sete que não vou utilizar”, disse Gabriel Milito.

Quais foram os desfalques do Atlético-MG?

Como já citado, o Atlético-MG enfrentou a dificuldade de lidar com 12 desfalques. Confira a situação de cada jogador ausente no duelo com o Atlético-GO:

  • Everson (dedo mínimo da mão direita inflamado)
  • Saravia (lesão no músculo posterior da coxa esquerda)
  • Bruno Fuchs (suspenso)
  • Mauricio Lemos (lesão no músculo posterior da coxa esquerda)
  • Guilherme Arana (convocado para a Seleção Brasileira)
  • Rubens (lesão no joelho esquerdo)
  • Otávio (em fase de transição após lesão na coxa esquerda)
  • Alan Franco (convocado para a Seleção Equatoriana)
  • Gustavo Scarpa (suspenso)
  • Zaracho (pubalgia)
  • Eduardo Vargas (convocado para a Seleção Chilena)
  • Alisson (entorse no tornozelo esquerdo com ruptura de ligamentos).

Comentários estão fechados.

n