BOMBA! John Textor ‘provoca’ Palmeiras após expulsão de Hulk no Atlético-MG

O acionista majoritário do Botafogo, John Textor, usou suas redes sociais para criticar a arbitragem durante o jogo entre Atlético-MG e Palmeiras. O empresário fez seus comentários após a expulsão do atacante Hulk na partida realizada na Arena MRV, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

O norte-americano mencionou o jogo de ontem, onde o artilheiro do Galo foi expulso enquanto os paulistas lideravam por 1 a 0, e também outra situação de expulsão durante uma partida contra o Athletico-PR. Nessa ocasião, porém, o Verdão acabou perdendo por 2 a 0 para o Furacão, mesmo jogando com um jogador a mais, em 12 de maio, na Arena Barueri, pela sexta rodada.

John Textor também mencionou a campanha do Palmeiras rumo ao título brasileiro do ano passado – o time conseguiu reverter uma desvantagem que chegou a ser de 14 pontos em relação ao líder Botafogo na 27ª rodada e acabou conquistando o Campeonato Brasileiro. Segundo ele, o clube alviverde tem sido favorecido pela arbitragem nos últimos anos.

“Ano passado foi turbulento. Não vou deixar o que aconteceu ano passado passar batido. Estamos em uma nova temporada. Temos provas pesadas, 100% confirmadas de que o Palmeiras vem sendo beneficiado por manipulação de resultados por pelo menos duas temporadas. Desculpe se isso vai criar barulho, mas tenho provas, vou mandar aos procuradores. Estou aqui para defender a honra do meu clube”, disse John Textor.

John Textor x Palmeiras

O incidente levou John Textor e Leila Pereira, presidente do Palmeiras, a serem convocados para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas no Senado Federal, em 22 de abril e 5 de junho, respectivamente. Esse caso ainda renderá novos capítulos.

Comentários estão fechados.

n