Coelho pula de alegria no Atlético em possível patrocínio de outro mundo

O Atlético enfrenta uma fase decisiva na escolha do seu patrocínio principal, conforme informou o jornalista Jorge Nicola no programa ’98 Esportes’. Atualmente, o clube tem um contrato que é visto como defasado, colocando-o apenas como o décimo segundo maior acordo de patrocínio principal no Brasil.

O contrato atual está avaliado em aproximadamente R$ 18 milhões, um valor considerado abaixo do ideal. Segundo a fonte já citada, a atual patrocinadora possui 11 dias para exercer sua cláusula de prioridade para renovar o contrato e igualar ofertas de outras marcas interessadas.

Atlético corre por fora

Em um cenário onde as apostas esportivas estão investindo cada vez mais no futebol, como evidenciado pelos patrocínios significativos de clubes como Corinthians, Flamengo e São Paulo, receber menos de R$ 20 milhões, sendo um dos clubes de maior destaque no futebol brasileiro recentemente, parece indicar falta de ambição por parte do Atlético. Isso levanta a questão se o clube não está sabendo negociar adequadamente ou se subestima o seu próprio valor no mercado.

Vasco, Botafogo e Cruzeiro, clubes que recentemente estiveram na Série B, enfrentaram desafios em suas histórias, mas conseguiram garantir patrocínios mais substanciais. Enquanto isso, o Galo, que tem se destacado no topo do futebol nos últimos anos, anuncia e comemora um patrocínio de R$ 18 milhões.

Para um clube que aspira competir com os mais poderosos, é desafiador alcançar esse objetivo se não valorizar seu potencial e não fechar acordos que reduzam a disparidade financeira. Lamentar a falta de recursos torna-se contraditório quando se aceita um valor tão abaixo dos padrões atuais, e além disso, para um time que busca se tornar uma paixão nacional, é complicado alcançar essa meta quando não se valoriza internamente.

Comentários estão fechados.

n