Cuca pede demissão e pode ‘assinar’ com maior rival do Atlético-MG

Cuca deixou de ser o técnico do Athletico-PR. O clube anunciou ontem, através de um comunicado oficial, que o profissional solicitou sua saída após a partida contra o Corinthians, na qual o Furacão levou o empate nos minutos finais.

Com a saída do time paranaense, especula-se que o treinador poderia assumir o Cruzeiro. Segundo o jornalista Jorge Nicola, no ’98 Esportes’, tanto ele quanto Alexandre Mattos, CEO do futebol da Raposa, negaram essa possibilidade.

Cuca que já teve uma passagem pelo clube celeste entre 2010 e 2011, e durante esse período, alcançou o vice-campeonato brasileiro. Em 2011, após um início promissor na Libertadores, ele foi demitido após a eliminação da equipe para o Once Caldas.

Cuca criticado

Horas após Cuca solicitar sua saída do Athletico-PR, Mario Celso Petraglia, presidente do Furacão, emitiu uma nota oficial expressando seu descontentamento com o técnico. Ele afirmou que o ex-Atlético-MG foi responsável pela maior decepção que já presenciou no mundo do futebol.

Em uma publicação no Facebook, o mandatário o acusou de trair o clube e de ter um comportamento inadequado no vestiário da Arena da Baixada após o empate contra o Corinthians no último domingo (23). Em uma declaração contundente, ele também revelou sentir-se traído pelas ações do ex-comandante.

“Neste anos todos de futebol já vivi muitas decepções, existem decepções e decepções, esta do Cuca foi a maior delas! Botamos a cara a tapa para amenizar seu desgaste havido com a torcida do Corinthians, que lavou a ropa suja do seu passado não resolvido! Prometo que não seremos doravante mais usados e abusados pelo mau caráter de pessoas que pela nossa resiliência aceitamos ajudá-las!Foi o que ocorreu com o Cuca, o qual nos usou e depois nos traiu!”, diz um trecho.

Comentários estão fechados.

n