Diretoria do Galo dá mais uma bola fora e irrita a torcida

Em fevereiro de 2022, o Atlético-MG encaminhou um dossiê à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), pedindo o reconhecimento da Copa dos Campeões de 1937 como título do Campeonato Brasileiro. Contudo, o pedido ainda não recebeu resposta e a demora irrita os dirigentes do Galo, como informou o site ‘GOAL’. A torcida alvinegra, no entanto, se mostrou insatisfeita com o pedido do time.

A diretoria alvinegra, aproveitou o embalo de sua conquista do Campeonato Brasileiro em 2021, para realizar o pedido sobre a Copa dos Campeões de 1937, o que geraria um tricampeonato do Galo. Contudo, em 2022, a equipe mineira vive fase conturbada, acumula duas eliminações e não tem mais chances de título no Brasileirão. Para a torcida, o foco deveria estar em campo.

A entidade não desejou informar à equipe mineira sobre o pedido e o presidente do Atlético, Sérgio Coelho realizou uma visita à Ednaldo Rodrigues, dirigente da CBF, mas não conseguiu nenhuma confirmação de que a solicitação não seria aceita. O pedido é algo complexo, deixa o Atlético sem grandes alternativas, mas o clube ainda insiste em acelerar o processo, exatamente pela fase conturbada.

Galo perdeu uma oportunidade de reconhecimento no passado

O documento teria como base a forma como o campeonato foi realizado na época, ao todo realizado com seis equipes de cinco estados e duas regiões. Os participantes foram: Fluminense, campeão carioca de 1936; a Portuguesa, campeã paulista; o Galo, campeão mineiro, o Rio Branco, campeão capixaba; o Aliança, campeão campista de 1936; e a Liga de Sports da Marinha (LSM).

Em 2010 a CBF unificou os títulos da Taça Brasil e Robertão como Brasileirão, e assim as oportunidades do Atlético de ser incluído eram enormes. O clube deveria reunir documentos e informações do torneio, além de registros jornalísticos da época, mas o então presidente do Galo no período, Alexandre Kalil, não quis dar continuidade ao procedimento. 

Comentários estão fechados.

n