Dirigente do Atlético não quis nem saber e mandou ‘recado’ para CBF

Depois da derrota por 4 a 0 para o Palmeiras, na Arena MRV, o diretor do Atlético, Victor Bagy, fez declarações contundentes aos microfones. Ele criticou severamente a arbitragem de Rodrigo José Pereira Lima, especialmente pela expulsão de Hulk aos 30 minutos do jogo, após receber dois cartões amarelos consecutivos.

“Vamos formalizar nossa reclamação pedindo explicação de tudo que aconteceu hoje. Tudo que a gente faz é protocolar, a gente sabe que ele toma um gancho de duas três rodadas e depois está de volta. Precisamos alinhar o discurso e profissionalizar a arbitragem, assim como é o atleta, o diretor, o técnico, o cara viver exclusivamente de futebol a cada rodada vamos falar de arbitragem”, disse Victor Bagy.

Hulk que recebeu dois cartões amarelos consecutivos por reclamação e foi expulso aos 30 minutos do primeiro tempo, enquanto o Galo estava perdendo por 1 a 0. Ao deixar o campo, ele comentou que apenas perguntou ao árbitro “por que foi expulso”.

O árbitro teve que deixar o campo sob escolta da Polícia Militar ao final do primeiro tempo, sendo alvo de xingamentos por parte dos torcedores ao longo de toda a partida. Vale lembrar que esta não foi a primeira vez que Rodrigo José de Lima expulsou o atacante, já que no Brasileirão do ano passado, durante um jogo contra o América-MG, ele também mostrou o cartão vermelho ao artilheiro.

Atlético perde marca

A derrota para o Palmeiras foi a primeira do Atlético nesse Campeonato Brasileiro. Antes deste jogo, o Alvinegro havia conquistado três vitórias e quatro empates na competição – o time comandado por Gabriel Milito agora ocupa a 9ª posição na tabela, somando 13 pontos.

Comentários estão fechados.

n