Dirigente do Galo põe a boca no trombone e elege ano do Atlético como “magro”

Não são só os torcedores do Galo que estão insatisfeito com a equipe. Em suma, Rodrigo Caetano falou sobre o ano do Atlético-MG e confirmou que só a classificação para a Libertadores é muito pouco.

Tendo noção do investimento que o Galo faz, Caetano destacou que a direção também esperava mais da equipe. Pois, ao menos, um grande título o time deveria disputar. Mas, acabou ficando de fora das finais e está distante do 1° colocado no Brasileirão.

“É pouco terminar o ano só com a vaga na Libertadores. É pouco pelo investimento, é pouco pelas condições que nos são dadas, é pouco pela torcida que temos, é pouco pelo que elenco, comissão técnica já conquistou, todos nós”, disse Rodrigo Caetano.

Para 2023, tudo indica, o Galo deve passar por uma grande reformulação. Dessa forma, pretende voltar a ter o bom rendimento que teve em 2021. Contudo, Cuca deve continuar no clube, segundo declarações recentes da direção.

Mas, o elenco deve passar por muitas mudanças, com vendas, trocas e saídas, o clube quer mudar os ares da equipe. Para que em 2023, o clube volte a disputar títulos e não se contentar só com vagas.

Comentários estão fechados.

n