Everson faz forte ‘desabafo’ e surpreende a torcida do Atlético

O goleiro Everson expressou profunda emoção após o empate do Atlético com o Fortaleza, por 1 a 1, na Arena MRV, pelo Campeonato Brasileiro. Em seu desabafo, o jogador mencionou estar sendo alvo de perseguição por parte de alguns torcedores do clube devido às críticas recebidas recentemente.

Nos últimos jogos, o camisa 22 foi alvo de duras críticas por gols sofridos, especialmente em chutes de fora da área de jogadores como Ademir, do Bahia, Lucas Evangelista, do RB Bragantino, Matheusinho, do Vitória, e Breno Lopes, do Leão do Pici. Em alguns desses lances, ele foi responsabilizado por parte da torcida.

Everson foi às lágrimas enquanto passava pela zona mista da Arena MRV. Criticado pelo posicionamento em alguns dos lances mencionados anteriormente, o arqueiro fez uma resposta emocional.

“Foi contra o Bahia, contra o Fortaleza. Os atacantes tiveram o mérito de finalizar bem. Talvez se eu estivesse um passo para frente ou para trás, tomaria o gol do mesmo jeito. Estou aqui há três anos e meio e nunca fugi da minha responsabilidade. Vou chegar a quatro anos aqui, passaram seis treinadores e todos me colocaram como titular. Por mais que sei que não agrado 100% da torcida, eu trabalho pra caralho para estar aqui, me sacrifico pra caralho”, disse Everson.

Atlético com mais desfalques

Aos 22 minutos da etapa inicial, no jogo contra o Fortaleza, tanto Saravia quanto Maurício Lemos reclamaram de dores na parte posterior da coxa esquerda. Em resposta, o técnico Gabriel Milito substituiu-os por Alisson e Rômulo.

O jovem atacante citado não conseguiu completar nem um tempo inteiro. Aos 10 minutos do segundo tempo, ele precisou ser substituído por Brahian Palacios devido a um entorse no tornozelo esquerdo, conforme informado pela assessoria.

Comentários estão fechados.

n