FIFA age de supetão e confirma ajuda para o Galo: Felipão e Menin soltam fogos

A FIFA concedeu permissão para a utilização de um acessório que transforma as chuteiras em dispositivos inteligentes durante partidas de futebol. Esse acessório, desenvolvido por uma empresa britânica de tecnologia, é uma cinta que rastreia o desempenho dos membros inferiores, e recebeu a certificação EPTS do Programa de Qualidade da entidade, após ter sido previamente aprovado pela International Board, o órgão regulador do futebol.

Fixado nas chuteiras, esse acessório, cuja tecnologia foi criada em 2019, tem a capacidade de monitorar tanto o desempenho físico quanto técnico dos jogadores. Ele coleta informações como tempo de contato com a bola, equilíbrio, agilidade no chute, velocidade, distância percorrida, aceleração e mudanças de direção durante o jogo.

“Ao contrário dos vestíveis nas costas, esse produto permite análises mais abrangentes sobre desempenho e disciplinas médicas devido à posição na chuteira a qual gera dados sobre os membros inferiores. Se mostra promissor como uma alternativa econômica para a coleta de dados individuais e coletiva, além de simplificar a análise, assim contribuindo para disponibilizar tecnologias de rastreamento em mais níveis do futebol”, comentou a FIFA.

A empresa responsável pela fabricação desse acessório possui parceria com mais de 200 clubes. Entre eles estão times como o Manchester City, Benfica e Los Angeles Galaxy.

FIFA aprovou, então Galo pode se movimentar

Até o momento, o Galo não tomou nenhuma iniciativa para adotar a nova tecnologia aprovada pela FIFA, mas é provável que o clube se informe sobre o assunto nas próximos meses. Essa nova medida da entidade é bem vista pelas equipes do futebol mundial, então é provável que o Alvinegro encare positivamente a possibilidade de adotar essa tecnologia.

Comentários estão fechados.

n