Galo age sem fazer alarde e acerta a contratação de Antony

Pensando em potencializar todos as categorias do Atlético-MG, o clube anunciou mais um reforço para a temporada 2024. Nesta segunda-feira (15), a diretoria do Galo oficializou a contratação do técnico Antony Menezes para comandar o futebol feminino. De modo geral, o treinador será o responsável por preparar as Vingadoras para a disputa da Série A1 do Campeonato Brasileiro, bem como do Campeonato Mineiro.

A princípio, Antony chegou ao Galo após Vantressa Ferreira ser desligada do comando técnico do Atlético-MG. Apesar da euforia em poder iniciar mais uma etapa de sua carreira profissional, o treinador terá que pisar no freio. Sobretudo, as jogadoras alvinegras somente retornarão de suas férias no dia 22 de janeiro.

Desejando reformular por completo o elenco feminino, a diretoria do Atlético foi em busca de Antony Menezes por sua experiência fora de curva. Em resumo, o novo reforço do Galo dedicou 11 anos de sua vida para auxiliar o elenco feminino do Vasco da Gama, entre os anos de 2011 e 2023. No mais, o treinador também foi coordenador técnico a base do Serrano-RJ.

Polêmica no futebol feminino do Galo

O Atlético-MG é um dos times do futebol brasileiro que mais investem nas categorias de base. Contudo, aparentemente, as melhorias são feitas apenas diante do plantel masculino. Em entrevista cedida ao Globo Esporte, no dia 22 de dezembro, as Vingadoras relataram a falta de estrutura e zelo para com o grupo feminino que defende a camisa alvinegra.

Sem revelar o nome das jogadoras, o ge disponibilizou diversos relatos de atletas do Atlético-MG. Mostrando a disparidade de tratamento diante do plantel masculino, as Vingadoras escancararam o baixo investimento no futebol feminino.

– “A gente não tem toalha no treino, sabe? Eles não fornecem toalha pra gente tomar banho depois do treino. A gente não pode deixar a chuteira no clube. A gente perdeu o direito de fazer muita coisa ali. Não tem liberdade nenhuma, nenhuma mesmo” – pontuou uma jogadora.

A princípio, boa parte do elenco feminino do Atlético-MG teve seu vínculo encerrado no dia 31 de dezembro. No entanto, alguns membros do elenco atual decidiram assinar pré-contrato com outro clube a fim de buscar melhores condições de trabalhos. Apesar da polêmica, o Galo ainda não se posicionou sobre o ocorrido.

Comentários estão fechados.

n