Galo bate o martelo e firma parceria com empresa em ascensão no mercado

Em meados do mês passado, o Galo aderiu ao Footlink. Essa plataforma possibilita o monitoramento, atualização de informações, gestão de processos, análises e mercado de transferências online de mais de 500.000 atletas, tanto masculinos quanto femininos, em categorias de base e profissional.

O Atlético, que desde 2018, já possui um método semelhante com o CIGA (Centro de Informações do Galo). Setor esse que irá ter uma atenção especial com a Sociedade Anônima de Futebol (SAF), já que o clube irá dar maior protagonismo aos dados nas decisões relacionadas ao departamento de futebol.

Durante os três anos iniciais de operação, o CIGA concentrou-se principalmente na análise de mercado, utilizando a observação de jogos como principal abordagem. A partir de 2021, que se destacou como o ano mais bem-sucedido da história do Galo, o departamento expandiu suas atividades para incluir captação de talentos nas categorias de base, análise de desempenho e analytics.

O setor anteriormente localizado na sede do Atlético, no Bairro de Lourdes, está operando integralmente nas instalações do departamento de futebol. Essa mudança foi anunciada por Bruno Muzzi, CEO do Atlético, em uma entrevista concedida em novembro do ano passado.

“Uma alteração no futebol é que o CIGA passa a integrar completamente o departamento de futebol. A gente tinha a parte de analytics aqui na sede. Ela ficará integralmente ali no departamento de futebol. Essa é uma mudança importante”, disse Bruno Muzzi.

Galo irá investir mais no CIGA

Muzzi também compartilhou que o Galo tem planos de expandir o número de colaboradores no CIGA. O objetivo do clube é fortalecer o departamento para fornecer informações cada vez mais relevantes, fundamentais para orientar as decisões da diretoria de futebol.

Comentários estão fechados.

n