Galo corre sério risco de perder o atacante Paulinho

O Atlético vive uma trajetória agitada pela Copa Libertadores da América, e iniciou sua caminhada ainda na fase preliminar, derrotando Carabobo, da Venezuela, e Millonarios, da Colômbia. Assim, por ter começado de maneira antecipada, o Galo poderia ser sorteado na fase de grupos junto à outro brasileiro, caindo no Grupo G, com Athletico-PR, Alianza Lima e Libertad.

A estreia do Galo não terminou da maneira como idealizava, e foi derrotado no Mineirão para o Libertad. No entanto, na ocasião, não contava com o atacante Hulk, que ficou de fora por cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos. No entanto, os cartões se tornaram um problema para o Atlético no torneio continental, e Coudet não poderá contar com Renzo Saravia no duelo contra o Athletico-PR.

Assim, o clube mineiro ainda segue atento, e poderá perder o atacante Paulinho para o confronto contra o Alianza Lima, no Mineirão, marcado para o dia 3 de maio, se for advertido contra o Furacão. O atleta tem sido nome extremamente importante para o treinador argentino, e balançou as redes em quatro momentos na Libertadores, em uma parceria satisfatória com Hulk.

Coudet se desdobra entre possibilidades

No entanto, além de deixar a equipe desfalcada, dificultando o trabalho do técnico Eduardo Coudet, os cartões amarelos proporcionam uma advertência que prejudica os cofres alvinegros, avaliada em US$ 400 (cerca de R$ 2 mil) nas etapas preliminares e fase de grupos. Para o Atlético que possui um grande problema financeiro, os números prejudicam o desenvolvimento do time.

Sem a opção sobre Saravia, a alternativa será utilizar Mariano como titular do Atlético na partida contra o Furacão, nome de experiência que pode contribuir para levar a vitória à Belo Horizonte. Na estreia pelo Campeonato Mineiro, o Galo também saiu derrotado em 2 a 1, e pretende alavancar resultados positivos para reconquistar a confiança da torcida.

Comentários estão fechados.

n