Galo e Cruzeiro selam acordo de cavalheiros antes da final do Mineiro

Na noite da última quarta-feira (20), a Federação Mineira de Futebol (FMF) anunciou um acordo entre Galo e Cruzeiro em relação à arbitragem para a final do Campeonato Mineiro. Essa será a 26° vez que os clubes irão decidir o torneio.

Após um consenso entre os rivais, a FMF determinou que o jogo de ida, que será realizado na Arena MRV com apenas torcedores do Atlético, será comandado por árbitros de Minas Gerais. Enquanto isso, o jogo de volta, com a presença exclusiva da torcida da Raposa, contará com árbitros de outra federação.

As datas previstas para a final do Campeonato Mineiro são 30 ou 31 de março e 6 ou 7 de abril. Embora os jogos ainda não tenham datas específicas definidas pela organização, é provável que o segundo jogo ocorra no dia 7 – isso se deve aos compromissos marcados no dia 4 de abril, quando Galo e Cruzeiro disputam partidas válidas por Libertadores e Sul-Americana, respectivamente.

Se os jogos fossem realizados no dia 6 de abril, isso não daria tempo suficiente para que os clubes se recuperassem das estreias nos torneios continentais. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) exige um intervalo mínimo de 66 horas entre os jogos, o que poderia comprometer a recuperação dos jogadores.

Galo em desvantagem

No histórico das decisões do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro leva vantagem sobre o Galo, com 14 títulos contra 10. A final mais recente ocorreu em 2022, quando o Alvinegro venceu por 3 a 1 no Mineirão, em partida única.

A Raposa celebrou os títulos do Estadual em 1940, 1967, 1972, 1977, 1987, 1990, 1998, 2004, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019. Por outro lado, o Atlético conquistou o título em 1931, 1954, 1962, 1976, 1985, 2000, 2007, 2013, 2017 e 2022.

Comentários estão fechados.

n