Galo promete grande investimento nas categorias de base em 2024

O Galo possui jovens que foram desenvolvidos nas categorias de base do clube e que constam nas listas de jogadores relacionados por Felipão, e embora ainda não tenham tido uma oportunidade contínua na equipe principal, nomes como Alisson, Paulo Victor e Cadu já estiveram no grupo profissional. O clube está comprometido em investir no setor e mantém a esperança de desenvolver novos talentos.

Um exemplo recente de um jogador que surgiu, teve a oportunidade de jogar no time principal e foi posteriormente vendido é o caso de Savinho. Ele foi transferido para o grupo City em junho do ano passado por 6,5 milhões de euros (equivalente a R$ 33,5 milhões na época) e hoje se destaca no Girona, na Espanha.

Em um evento realizado na Arena MRV nesta última segunda-feira (9), Erasmo Damiani, diretor geral da base do clube, explicou que o Atlético aumentou seu investimento financeiro nas categorias de base. Além disso, ele conta que o clube expandiu o número de observadores.

Existem duas formas de trazer jogadores. Captação e comprando jogadores promissores, de 15, 17 anos. Deixamos de contratar dezenas no nosso mandato que não tínhamos orçamento para isso. A partir do ano que vem, teremos verba, e aumentaremos nossos observadores. Já temos autorização de quem trabalha com orçamento e devemos chegar em 41 observadores. Quase sete vezes mais do que temos hoje“, disse Erasmo Damiani.

Falta de títulos da base do Galo

O time sub-17 do Galo conquistou o último título em 2021, vencendo o Campeonato Mineiro da categoria. Desde então, as duas categorias mais próximas do time profissional não conseguiram alcançar nenhum título, mas neste ano, o sub-15 obteve sucesso ao conquistar a BH Cup, Coimbra Cup e a Copa 2 de Julho.

Comentários estão fechados.

n