Galo vai as redes e repudia atos de racismo contra Vinícius Júnior

O Galo expressou seu repúdio diante de um episódio de racismo ocorrido contra o atacante Vinícius Júnior, do Real Madrid e da Seleção Brasileira. Durante uma partida do Campeonato Espanhol contra o Valencia, realizada no estádio Mestalla, o jogador foi alvo de insultos racistas, atos que foram veementemente condenados pelos clubes brasileiros.

Força, Vini Jr.! O Galo repudia os atos covardes de racismo praticados contra o atleta Vinicius Júnior, do Real Madrid, por parte da torcida do Valencia, no jogo de hoje, 21/5, no Estádio de Mastella, em Valência. É uma vergonha que a La Liga e seus patrocinadores não tomem medidas severas e definitivas diante dessa situação que se repete nos estádios da Espanha. O Galo é preto e branco: juntos até no uniforme”, escreveu o Atlético, em nota no Twitter.

O caso

Durante a partida em que o Real Madrid foi derrotado por 1 a 0 pelo Valencia, pela 35ª rodada do Campeonato Espanhol, Vinícius foi alvo de insultos racistas. Aos 27 minutos do segundo tempo, a partida foi paralisada devido a essa situação, quando ele se envolveu em discussão com torcedores, enquanto outros jogadores tentaram acalmá-lo diante da situação lamentável.

Puderam ser ouvidos os gritos ofensivos de “Mono” (macaco, em espanhol) vindos da torcida do Valencia, e com isso, o árbitro prontamente se comunicou com os responsáveis pela organização da partida e decidiu interromper o jogo. Por meio do sistema de som do estádio, foi anunciada a paralisação do duelo devido ao comportamento racista dos torcedores do Valencia, solicitando que cessassem as “manifestações racistas”.

Após um intervalo de aproximadamente oito minutos, a partida foi retomada, com Vinícius Jr. permanecendo em campo. A partida ficou quente após o acontecimento, e o atacante brasileiro acabou sendo expulso no final do jogo, depois de desentender com o atacante Hugo Duro, em quem acertou o braço.

Comentários estão fechados.

n