Hulk celebra a ‘chegada’ de Aisha antes de voltar ao Atlético

Hulk está experimentando um momento de grande alegria. Antes de voltar ao Brasil para se reunir com o Atlético, o atacante compartilhou nas redes sociais sua celebração e gratidão pela chegada de sua filha Aisha.

A pequena nasceu no último sábado (22) em um hospital de Miami, nos Estados Unidos, e o artilheiro foi autorizado pelo Galo a acompanhar o nascimento da filha no exterior. Isso já havia acontecido também no nascimento de Zaya, em abril de 2022.

Hulk enfrentará uma corrida contra o tempo para estar disponível para o técnico Gabriel Milito no jogo contra o Internacional, em Criciúma, nessa quarta-feira (26), pela 12ª rodada do Brasileirão. Sem seu principal atacante, o Atlético acabou empatando em 1 a 1 com o Fortaleza, neste último domingo (24), na Arena MRV.

Polêmica com Hulk ainda persiste

Hulk foi um dos protagonistas na derrota do Galo para o Palmeiras por 4 a 0, apesar de ter jogado pouco mais de 30 minutos. Ele foi expulso no primeiro tempo após receber dois cartões amarelos consecutivos por reclamação, deixando sua equipe com um jogador a menos.

O craque que não é estranho a episódios desse tipo no futebol brasileiro. Seja por reclamações, expulsões ou reações diante das câmeras, ele já protagonizou diversos incidentes.

Para entender melhor como Hulk é percebido pela arbitragem, a ESPN consultou vários profissionais do apito, incluindo árbitros e assistentes, que já tiveram que lidar com o atacante, todos sob condição de anonimato. Veja algumas falas:

  • “Em campo, ele abaixa a cabeça e xinga, para não fazerem leitura labial. Ai depois levanta, dando de coitado. Insuportável”.
  • “Às vezes ele consegue tirar do sério o árbitro mais calmo que existe, pois a reclamação é constante. O Hulk, se deixar, apita o jogo”.
  • “O Hulk questiona tudo, o tempo todo e, muitas vezes, passa do limite da forma que aborda nós, árbitros, mas a gente precisa manter o equilíbrio”.

Comentários estão fechados.

n