Ídolo do Galo revela que Ronaldo salvou o Atlético

Júnior César, ex-lateral do Galo, relembrou a marcante conquista da Copa Libertadores em 2013, integrando um elenco estrelado com nomes como Victor, Gilberto Silva, Réver, Richarlyson, Josué, Pierre, Rosinei, Léo Silva, Diego Tardelli, Alecsandro, Jô e Ronaldinho Gaúcho. Em entrevista ao Podcast “Fora do Jogo”, ele destacou a transformação que o “bruxo” proporcionou ao clube, elevando-o a um novo patamar já em 2012.

“O Atlético só virou o Atlético depois que o Ronaldo pisou ali. Muito grande! Quando eu chego no Atlético, vou assistir a uma partida do Independência, não tinha 1.500 torcedores. Quando anuncia o Ronaldo, no jogo seguinte, o estádio estava tomado! Ele revoluciona um clube, a torcida. Todos sabem a importância de um jogador desse quilate”, disse Júnior César.

Júnior César que teve a oportunidade de jogar ao lado de Ronaldinho Gaúcho tanto no Flamengo, em 2011, quanto no Galo, em 2012 e 2013. Com a camisa preta e branca, o ex-lateral participou de 71 partidas, desempenhando um papel significativo na equipe que alcançou o vice-campeonato brasileiro de 2012, além de vencer o Campeonato Mineiro e a Libertadores do ano seguinte.

R10 pelo Galo

Ronaldinho Gaúcho deixou um legado impressionante na história do Galo, elevando o clube a uma marca internacionalmente reconhecida. Seu impacto vai além dos títulos, como a conquista da Libertadores em 2013 e da Recopa em 2014, abrangendo também o futebol mágico que encantou os torcedores.

O craque teve uma passagem marcante pelo Atlético, atuando em 88 partidas, onde deixou sua marca com 28 gols e 29 assistências. Durante seu tempo em Belo Horizonte, ele também recuperou seu espaço na Seleção Brasileira após um hiato de quase um ano e meio.

Comentários estão fechados.

n