Jogador do Atlético é acusado de ‘racismo’ e notícia chega na torcida

Além das dificuldades enfrentadas nas últimas semanas, o Atlético pode se deparar com um problema ainda mais sério, já que o volante Battaglia, que tem sido o capitão da equipe nos últimos jogos, foi acusado de racismo por Pedro Augusto, meia do Fortaleza. O árbitro registrou a suposta ofensa do argentino na súmula.

No jogo do último domingo (23), enquanto o Galo estava perdendo por 1 a 0 no primeiro tempo, houve uma confusão aos 34 minutos após uma disputa entre Alisson e o jogador já citado do Leão do Pici. Ele caiu no chão e o “hermano” tentou ajudá-lo a se levantar.

No entanto, Pedro Augusto não ficou satisfeito com a atitude de Battaglia e os dois começaram a discutir. Nas imagens da transmissão do Premiere, é possível ver o meio-campista do Fortaleza dirigindo palavras ofensivas ao capitão do Atlético, que respondeu à altura.

Com o volante do Galo de costas para a câmera, não é possível ver o que ele diz, mas logo em seguida o meia do time cearense se aproxima do árbitro e começa a relatar a suposta ofensa. Flávio Rodrigues de Souza, que estava no comando da partida, não presenciou o incidente, conforme descreveu em sua súmula.

Posição do Atlético e repercussão da Massa

Alguns portais entraram em contato a assessoria do Atlético, que declarou estar atualmente investigando o incidente, pois não há registro do ocorrido e o árbitro, conforme mencionado na própria súmula, não testemunhou o que aconteceu. Veja alguns comentários da torcida alvinegra:

  • “certeza que falou, até porque pra argentino é quase reflexo, mas vai passar batido óbvio”
  • “opinião sobre o Battaglia: se for verdade, que SUMA do galo, não dá pra abrir excessão nunca pra racismo”
  • “independente do jogador do Fortaleza ser branco. Se Battaglia de fato cometeu um ato de racismo, o mesmo tem que ser demitido do Clube Atlético Mineiro e nunca mais pisar lá!”

Comentários estão fechados.

n