Mandou a real: Savinho desabafa sobre sua saída do Atlético e faz revelação surpreendente

Despontando como uma das grandes promessas da base do Atlético nos últimos anos, Savinho abriu o jogo sobre sua saída do clube em meados de 2022. Negociado ao Grupo City, o atacante foi repassado ao PSV, da Holanda, mas antes de sua transferência, o Alvinegro fez propostas para mantê-lo no elenco, mas todas foram recusadas, e o próprio revelou os motivos da sua decisão.

“Naquele momento eu tinha muita vontade de sair, porque eu não jogava. É muito ruim não jogar. Tinha muita vontade de sair. Apareceu a proposta do Grupo City, aceitei sair. Eu tive uma proposta melhor, porque eu comecei a jogar no Galo, quando fui vendido, com o Turco, comecei a fazer gol. O Galo queria que eu ficasse até o final do ano, e eu não aceitei. Meus empresários também não aceitaram porque queriam vir para a Europa cedo para passar o sufoco logo, o primeiro ano”, disse Savinho.

Tempo no Atlético

Savinho chegou ao Atlético em 2018, ainda na categoria sub-14. Na base, colecionou títulos: Campeonatos Mineiros Sub-14, Sub-15 e Sub-17. Pela Seleção Brasileira, ele conquistou o Sul-Americano Sub-15.

Sua estreia no profissional aconteceu em 2020, sob o comando de Jorge Sampaoli, e pelo time principal do Galo, o jovem jogou 35 partidas, marcou dois gols e deu uma assistência. Ele também participou das conquistas do Campeonato Mineiro de 2020 e 2021, da Copa do Brasil de 2021 e do Brasileirão de 2021.

No mês de junho de 2022, o Atlético negociou 87,5% dos direitos econômicos de Savinho com o Troyes, da França, por 6,5 milhões de euros (equivalente a R$ 35,6 milhões na época). O contrato prevê gatilhos que podem render ao clube mais 6 milhões de euros (cerca de R$ 31,7 milhões na cotação atual).

Comentários estão fechados.

n