Meia do Atlético-MG solta o verbo sobre gramado ruim em próximo jogo do clube

O estado do campo do estádio Bento Freitas em Pelotas não é o ideal para uma “decisão”, e este será um dos obstáculos enfrentados pelo Atlético-MG nesta quarta-feira (26), no jogo que decidirá a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. O meia Patrick falou sobre o assunto.

A gente não pode se apegar a isso. Infelizmente, nem todos os campos têm boas condições de jogo, mas acho que é um jogo muito importante, independente das condições do gramado, temos que competir o jogo todo, até pela característica do Brasil de Pelotas. Acho que pode atrapalhar, mas não podemos levar como um obstáculo. Temos que nos preparar bem, saber das dificuldades e tentar superá-las”, disse.

O Alvinegro, que venceu o jogo de ida em Belo Horizonte por 2 a 1, terá a vantagem do empate para garantir a classificação para a próxima fase. Em caso de derrota por um gol de diferença, a vaga será decidida nos pênaltis. Já o time gaúcho precisa vencer por dois ou mais tentos para avançar. Bom lembrar que se o Galo triunfar novamente, garantirá sua vaga e receberá uma premiação de R$ 3,3 milhões.

Premiação

Como dito, caso elimine o Xavante, o Atlético irá embolsar R$ 3,3 milhões, chegando a R$ 5,4 em premiações na Copa do Brasil. Isso porque, o clube já garantiu a quantia de R$ 2,1 milhões ao chegar à terceira fase da competição eliminatória mais importante do país.

Caso avançe para as quartas de final, mais R$ 4,3 milhões serão arrecadados. As semifinais pagam R$ 9 milhões, e por fim, R$ 30 milhões ao vice-campeão e R$ 70 milhões para quem levantar a taça.

Comentários estão fechados.

n