Milito enfrenta problemas preocupantes nos bastidores do Atlético

O Atlético começou a temporada com a meta de competir pelo título do Campeonato Brasileiro mais uma vez. No entanto, após 15 rodadas, o time encontra-se na parte inferior da tabela.

Com apenas 18 pontos conquistados, enfrentou os três primeiros colocados e sofreu derrotas contundentes. Em todos esses jogos, o Galo teve jogadores expulsos e sofreu mais de três gols por partida.

Com a sequência de resultados negativos nas últimas rodadas, surgem questionamentos sobre o desempenho da equipe de Gabriel Milito, que chegou antes do fim do Campeonato Mineiro e agora enfrenta sua primeira crise de resultados. Desde sua estreia, houve uma série de 12 jogos invictos até a primeira derrota.

No entanto, é evidente que o argentino está lidando com escassez de opções devido a lesões, convocações e suspensões. Isso parece mais um problema de planejamento do elenco do que uma falha do treinador, que mantém suas convicções e estilo de jogo independentemente dos recursos disponíveis.

Milito enfrenta sua fase mais difícil desde que assumiu o comando do Atlético, já que nas últimas sete partidas do Campeonato Brasileiro, conquistou apenas uma vitória, contra o Internacional. O período também inclui quatro derrotas e dois empates, coincidindo com uma série de desfalques significativos.

Dentro do Galo, o “hermano” conta com total respaldo e confiança para continuar seu trabalho. Ele agora começa a ver uma esperança com o retorno dos jogadores que estavam no departamento médico e dos convocados para seleções.

Atlético tem luz no fim do túnel

O lateral-esquerdo Guilherme Arana voltou da seleção brasileira, enquanto o lateral-direito Saravia iniciou a transição, com chances de ambos estarem disponíveis para o jogo desta quinta-feira (11). O desafio será contra o São Paulo, na Arena MRV, um adversário que está na disputa pelas primeiras posições na tabela.

Comentários estão fechados.

n