Na súmula: Atlético acusa árbitro por alegações falsas sobre Hulk

Além das críticas diretas de jogadores e dirigentes, o Atlético recorreu às redes sociais para satirizar o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima pela expulsão de Hulk contra o Palmeiras. O clube argumenta que os relatos na súmula não correspondem aos acontecimentos reais do jogo.

O Galo se valeu da dublagem feita pelo ator Gustavo Machado para fundamentar sua crítica ao árbitro. Além disso, o clube fez uma comparação entre Rodrigo e o ex-árbitro José Roberto Wright, que expulsou cinco jogadores do Alvinegro em um jogo contra o Flamengo, na Libertadores de 1981.

Na súmula, Rodrigo José Pereira de Lima detalhou que mostrou os dois cartões amarelos a Hulk devido a reclamações durante um lance em que o camisa 7 disputava a bola com Zé Rafael e Murilo no meio de campo. O artilheiro foi ao chão após uma falta marcada a favor do Atlético, e ao se levantar, aparentemente protestou contra algo, o que resultou na primeira advertência.

Depois, o capitão do Galo continuou a conversar com o árbitro e recebeu o segundo cartão amarelo, resultando na expulsão. O árbitro não menciona nenhuma ofensa específica, mas descreve que o jogador teve alguns comportamentos agressivos.

Hulk criticado

Ao analisar a expulsão de Hulk, o comentarista João Paulo Cappellanes expressou críticas à conduta do atacante. Ele questionou a alteração no comportamento do jogador em comparação com o período em que jogava na Europa e na China.

“O Hulk é jogador mais chorão, disparadamente, do futebol brasileiro. Hulk, por que que na Europa, onde você foi muito feliz, você não tinha esse tipo de atitude? (…) É uma vergonha esse tipo de atitude que o Felipe Melo toma, que o Luciano toma, que o Rafinha toma… são todos vítimas da sociedade e do futebol. Eles são culpados. Essa expulsão do Hulk é muita falta de inteligência, pra não falar outra coisa”, disse João Paulo Cappellanes.

Comentários estão fechados.

n