Não pode ser: Morte de ídolo português pega Cristiano Ronaldo de surpresa

O astro Cristiano Ronaldo expressou seu pesar pela morte de Manuel Fernandes, ídolo do Sporting, em uma publicação no Instagram. Ele estava hospitalizado há aproximadamente um mês para tratar um câncer e, após uma cirurgia, faleceu na noite da última quinta-feira (27), aos 73 anos.

“Descansa em paz”, escreveu Cristiano Ronaldo.

Além de jogar pelo clube citado, também teve passagens por Rochester Lancers e New England Tea Men, nos Estados Unidos, além do Vitória de Setúbal, em Portugal. Ele também teve uma carreira como treinador no seu país, comandando equipes como Sporting, Campomaiorense, Estrela da Amadora, Ovarense, Vitória FC, Santa Clara, Penafiel, ASA e União de Leiria.

Cristiano Ronaldo e os recordes

Cristiano Ronaldo continua a estabelecer novos recordes em sua carreira. Durante a atual Eurocopa, o atacante do Al-Nassr se tornou o jogador com o maior número de participações na competição, com seis edições disputadas, e além disso, ele superou o recorde anteriormente mantido pelo tcheco Karel Poborsky como o maior assistente da história do torneio, alcançando sete passes após criar o gol de Bruno Fernandes na vitória por 3 a 0 sobre a Turquia.

Por outro lado, nem todas as estatísticas são favoráveis para o português nesta “Euro”. Após três jogos na fase de grupos, ele ainda não conseguiu marcar um gol, e isso representa a primeira vez em 20 anos que o craque não conseguiu encontrar as redes durante a fase de grupos de torneios internacionais.

Cristiano Ronaldo estreou em competições internacionais pela seleção de Portugal na Eurocopa de 2004, e desde então, participou de cinco Euros e cinco Copas do Mundo. Em todas essas competições, pelo menos na fase de grupos, o atacante conseguiu marcar pelo menos um gol.

Comentários estão fechados.

n