Novo estatuto do Atlético é ‘aprovado’ com novidades surpreendentes

Ontem, o Conselho Deliberativo do Atlético aprovou o novo estatuto do clube, exigindo 275 votos para sua aprovação. Vale lembrar que o último estatuto havia sido aprovado em 2008 e passou por alterações em 2015, durante a gestão de Daniel Nepomuceno.

O novo estatuto promove mudanças principalmente relacionadas à transformação do clube em Sociedade Anônima de Futebol (SAF), um processo finalizado em novembro do ano passado. Nessa ocasião, o grupo conhecido como Galo Holding adquiriu 75% das ações do clube-empresa através de um investimento de R$ 913 milhões.

Na votação de ontem, foram registrados 327 votos a favor, um voto contra e duas abstenções. O conselheiro que votou “não” entrou em contato com o Atlético para informar que havia selecionado a opção errada no painel e que, na verdade, pretendia votar “sim”.

As mudanças no Atlético

O Título VII do novo estatuto do Atlético define as diretrizes sobre a relação do clube com outras sociedades, seja como sócio ou acionista. O documento também estabelece as condições sob as quais os membros da instituição podem participar da representação do Alvinegro nessas transações comerciais.

O estatuto do Galo estabelece que decisões importantes na vida política do clube, como a eventual diluição da participação em sociedades investidas, devem ser submetidas a votação pelo Conselho Deliberativo. Além disso, são exigidas reuniões prévias para discussão dos temas antes das votações.

Além disso, o Atlético estabelece restrições claras quanto à ocupação de cargos no clube. Agora, a participação nos órgãos sociais é considerada “incompatível” com a titularidade em órgãos sociais de outras associações ou sociedades que possam ser consideradas concorrentes.

No novo estatuto do Galo, há uma disposição específica no artigo que trata de “conflito de interesses”. Ele permite a celebração de contratos em negócios jurídicos com essa característica, desde que sejam “manifestamente mais benéficos para o Clube” e tenham sido previamente aprovados pelo Conselho Deliberativo.

Comentários estão fechados.

n