Podia ser meia titular do Atlético e acaba de anunciar aposentadoria

Dez anos após ser peça fundamental na conquista da primeira Copa do Brasil do Atlético, Jesús Dátolo pisou novamente no gramado do Mineirão, desta vez não como jogador, mas como um ex-atleta que marcou época na história do clube. Em entrevista exclusiva ao Globo Esporte, o argentino revelou pela primeira vez que se aposentou do futebol profissional.

Vale lembrar que desde outubro do ano passado, quando defendia o Tristán Suárez na segunda divisão argentina, o “hermano” estava sem atuar. Revelado pelo Banfield, na Argentina, ele construiu uma trajetória notável ao longo dos anos, acumulando passagens por grandes clubes da América do Sul e da Europa.

Dátolo conquistou a Copa Libertadores com o Boca Juniors em 2007, jogando em um time estrelado que incluía nomes como Riquelme e Palermo, e em 2009, foi convocado para a seleção argentina sob a direção de Diego Maradona. Na Europa, teve passagens pelo futebol italiano, grego e espanhol.

Passagem pelo Atlético

No Brasil, Dátolo jogou por Internacional, Vitória e Atlético, onde teve seu melhor momento. Contratado em agosto de 2013, ele ganhou protagonismo no ano seguinte após a saída de Ronaldinho Gaúcho, assumindo a camisa 10 deixada pelo “bruxo”.

Vestindo a camisa do Galo, o gringo participou de 127 partidas e marcou 18 gols entre 2013 e 2016. Ele conquistou a Recopa Sul-Americana e a Copa do Brasil em 2014, o Campeonato Mineiro em 2015 e a Flórida Cup em 2016.

“O amor que eu sinto pelo Atlético, pelo torcedor, pela instituição, é verdadeiro. Foi incrível jogar nesse grande time. O torcedor sabe que sempre vai ter meu respeito. Vou seguir acompanhando pra que o Galo siga sendo sempre grande”, disse Dátolo.

Comentários estão fechados.

n