Por falta de dinheiro Galo não consegue viabilizar reforço e se frustra

Na história do Atlético Mineiro, um dos maiores momentos do clube certamente é a construção e inauguração da Arena MRV, a nova casa do Galo. Para muitas equipes do tamanho do alvinegro de Belo Horizonte, não existe a viabilidade financeira para que consiga ser feita uma obra do tamanho que o clube fez. Juntando o fato da parceira formada no comando do Atlético-MG, entre o grupo de empresários popularmente conhecido como 4 R’s e diretoria, facilitou alguns processos.

Porém, ainda nem tudo está concluído na Arena MRV. Um dos exemplos é com relação a capacidade momentanea do local. Para a próxima partida da equipe como mandante, diante do líder do Campeonato Brasileiro Botafogo, o número de espectadores permitidos é de 39 mil. Cerca de 9 mil a mais do que o autorizado pela Prefeitura de Belo Horizonte na partida contra o Santos. O total suportado pelo estádio é de 46 mil torcedores. Porém, existe alguns outros problemas para finalizar obras de acabamento no local. Como é o caso dos LEDs, projetados para serem instalados na casa nova do Atlético-MG.

Atlético Mineiro não consegue finalizar projeto de LEDs na Arena MRV por falta de dinheiro

De acordo com informações internas da administração da Arena MRV, o projeto inicial dos LEDs para serem instalados no estádio ainda não foram conclúidos por um único motivo. A falta de dinheiro para a conclusão do projeto. É provavel de que, para 2024, com a arrecadação prevista para os jogos e shows que o local recebrá ainda no fina de 2023, seja possivel finalizar o projeto desejado.

Outro problema revelado por fontes internas da administração da Arena MRV é com relação ao painel interno que o local possui. A questão dos painéis é de que ainda falta resolver algumas questões sistêmicas que impedem no momento o seu funcionamento.

Comentários estão fechados.

n