Quais foram as cinco maiores vendas da história do Galo?

Apesar de não ser um time conhecido por grandes vendas, o Galo teve bons negócios ao longo de sua história centenária. Veja as cinco maiores, em levantamento feito pelo portal:

1 – Bernard (meia-atacante)

Após a conquista da Copa Libertadores em 2013, o Atlético vendeu o promissor meia Bernard para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, por 25 milhões de euros (cerca de R$ 75 milhões na cotação da época). Desde então, continua no topo das negociações feitas pelo clube.

2 – Emerson (lateral-direito)

Contratado junto a Ponte Preta em 2018, Emerson se destacou tão rápido com a camisa do Galo que em menos de um ano já estava sendo negociado com o Barcelona, da Espanha, por 12,1 milhões de euros. A venda ocorreu enquanto disputava o Sul-americano sub-20 pela Seleção Brasileira.

3 – Jemerson (zagueiro)

Novamente no Atlético, Jemerson foi negociado no início de 2016, após o ótimo ano anterior, por 11 milhões de euros junto ao Mônaco, da França. Voltou ao clube no ano passado, sem custos.

4 – Lucas Pratto (atacante)

Pratto está nesse ranking de forma “parcelada”. O argentino foi vendido ao São Paulo no início de 2017, por 6,2 milhões de euros. Como o Alvinegro ainda tinha parte de seus direitos econômicos, lucrou mais 3 milhões de euros pela venda do tricolor paulista ao River Plate.

5 – Gilberto Silva (volante) 

O polivalente Gilberto Silva foi para a Copa do Mundo de 2002 como jogador do Atlético, e após o título, foi bastante valorizado. Em julho deste mesmo ano, foi negociado com o Arsenal, da Inglaterra, por 8,8 milhões de euros.

Allan pode entrar no top-5

Nos últimos dias, o volante Allan vem tendo seu nome ligado fora do Galo, principalmente pelo interesse do Palmeiras. No entanto, o clube só deseja negociá-lo por pelo menos 15 milhões de euros.

Comentários estão fechados.

n