Ronaldinho estuda adotar Lei do Silêncio para não ser preso

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou que Ronaldinho Gaúcho tem o direito de permanecer em silêncio durante o depoimento agendado para esta terça-feira (22) perante a CPI das Pirâmides Financeiras da Câmara. De acordo com a decisão, o “bruxo” também tem permissão para contar com a presença de seu advogado e não deve ser submetido a constrangimentos físicos ou morais ao exercer seu direito de não se pronunciar.

Ronaldinho Gaúcho foi chamado para prestar depoimento devido às suas atividades comerciais relacionadas a uma plataforma que lida com criptomoedas. Além disso, seu irmão, Roberto de Assis Moreira, também foi convocado para depor e também terá o direito de permanecer em silêncio durante a comissão.

A CPI está conduzindo uma investigação sobre esquemas de pirâmides financeiras que envolvem o uso de criptomoedas, e de acordo com a Comissão de Valores Mobiliários, um total de 11 empresas são suspeitas de ter cometido fraudes utilizando moedas digitais. Essas fraudes incluem práticas como a disseminação de informações falsas e promessas de lucros elevados ou garantidos, com o intuito de atrair vítimas e manter o funcionamento dos esquemas de pirâmide.

Ronaldinho Gaúcho em Belo Horizonte

Ronaldinho Gaúcho tem planos de retornar a Belo Horizonte ainda no decorrer deste mês de agosto. Sua presença na cidade será marcada por sua participação no Circuito Brasileiro de Futevôlei.

Entre os dias 24 e 27 de agosto, o aguardado evento ocorrerá no complexo esportivo Arena 7 BH, localizado no bairro Alípio de Melo, na região noroeste de Belo Horizonte. Os ingressos para participar do evento estão disponíveis em diferentes faixas de preço, variando de R$20 a R$370, com uma taxa de 10% adicionada pela plataforma de vendas.

Comentários estão fechados.

n