Ronaldo tira escorpião do bolso e manda fazer estádio para o Cruzeiro

Os investimentos para o futebol masculino são incontáveis, mas Ronaldo Fenômeno percebeu a necessidade de colocar em evidência melhores condições de trabalho para o elenco feminino do Cruzeiro. Após reunião com toda a cúpula da Celeste, ficou acordado que as categorias de base, bem como o as atletas terão um mini estádio na Toda da Raposa I para receber seus respectivos jogos.

Segundo o gestor do Cruzeiro, Paulo André, o planejamento sairá do papel nos próximos meses, mas a construção da nova dependência terá um prazo até o final da temporada 2025. Por priorizar as categorias de base e o futebol feminino, os acionistas da Raposa irão pressionar e analisar de perto o andamento das obras.

– “Talvez a gente não consiga neste ano, porque não vai consegui concluir a obra para que o miniestádio permita jogos do Brasileiro, porque tem uma adequação com relação à quantidade de arquibancadas, lugares, iluminação e vestiários. Isso leva tempo e custa dinheiro” – explicou Paulo André.

Outro fator importante que o gesto fez questão de deixar claro, é que o valor investido não trará prejuízos ao elenco masculino do Cruzeiro, uma vez que o planejamento é colocar o futebol feminino e as categorias de base como as melhores do país. No mais, a grama do estádio será sintética, mas a capacidade das arquibancadas ainda não foi revelada.

– “Um dinheiro que a gente abre mão no futebol profissional, corre riscos de resultados a curto prazo, para pensar no clube a longo prazo. Enquanto isso acontece, as categorias vão ter que jogar entre o Castor Cifuentes e o SESC Alterosas. O custo dos dois é parecido” – finalizou Paulo.

Cruzeiro de olho no Galo

Enquanto as novas dependências da Celeste não começam a ser construídas, Ronaldo Fenômeno projeta a primeira façanha da temporada 2024. Presente na final do Campeonato Mineiro e com a vantagem do empate por ter sido o melhor time da primeira fase do estadual, o Cruzeiro quer quebrar a hegemonia do Atlético-MG, que já dura quatro anos.

Sendo assim, com a eliminação precoce na Copa do Brasil, para o Sousa, da Paraíba, o Cruzeiro coloca como foco a conquista do Campeonato Mineiro, que não vem desde o ano de 2019.

Comentários estão fechados.

n