Saiba por que o Atlético foi apelidado de Galo

O apelido “Galo” para o Atlético tem suas origens na década de 1930, durante um período em que o jogo do bicho era popular no Brasil. Um dos animais do jogo era o citado, associado à força e sorte, e ao mesmo tempo, as brigas de galo eram comuns no país.

Nesse contexto, o clube começava a se destacar nacionalmente. O jogador Roberto Dias Braga, conhecido por sua bravura e determinação em campo, era frequentemente comparado ao galo do jogo do bicho e aos galos de briga devido ao seu estilo aguerrido e combativo.

Esse espírito de bravura logo se incorporou a toda a equipe, e o apelido se estendeu para todo o time. O “Galo” se popularizou a ponto de ser tema do hino do Atlético, composto por Vicente Motta em 1968 – o termo aparece na primeira estrofe, refletindo a significância que ganhou entre os torcedores.

O Galo e seus outros significados

O apelido “Galo” não apenas representa o espírito de luta do clube, mas também se transformou em um símbolo de resistência e resiliência, já que em momentos difíceis, tanto o clube quanto seus torcedores se unem sob essa bandeira, mostrando determinação para enfrentar desafios e superar obstáculos. Essa capacidade de resistência é uma parte essencial da identidade do Atlético e uma das razões pelas quais o Alvinegro é tão querido por sua torcida.

Ao longo de sua trajetória, o Atlético viveu diversos momentos memoráveis que fortaleceram seu apelido de “Galo”, seja conquistando títulos contra todas as expectativas ou protagonizando viradas espetaculares. O clube sempre mostrou a coragem e a determinação típicas de um galo de briga, e esses feitos históricos não apenas reforçaram o apelido, mas também se tornaram parte essencial de sua identidade e de sua rica história.

Comentários estão fechados.

n