Se deu mal: Atlético mexe os pauzinhos e árbitro é intimado no STJD

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aceitou a reclamação do Atlético contra o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima. O clube questiona as decisões da arbitragem durante a derrota por 4 a 0 para o Palmeiras, ocorrida no último dia 17, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, em jogo realizado na Arena MRV.

Segundo informações da ‘Itatiaia‘, a Procuradoria do STJD solicitou que o juiz e a Comissão de Arbitragem se manifestem em até três dias. O Galo apresentou reclamações sobre algumas decisões da arbitragem durante o jogo, mas a expulsão do atacante Hulk se destacou.

“(…) Definitivamente, não há como se admitir que cartões sejam utilizados pela arbitragem como instrumento de censura às liberdades de expressão e de pensamento! Trata-se tal expediente de um traço claro de abuso de poder e de autoridade, por parte de quem demonstra desconhecer os fundamentos básicos de nosso Estado Democrático de Direto”, destaca o Atlético, em um trecho da Notícia de Infração.

Súmula de Atlético x Palmeiras

Na súmula do confronto entre Atlético e Palmeiras, o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima explicou os motivos para os dois cartões amarelos dados a Hulk. De acordo com o documento oficial divulgado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o profissional relatou que, aos 31 minutos do primeiro tempo, o atacante recebeu o primeiro cartão amarelo por ter dito “Apita logo, c**”.

Com relação ao segundo cartão amarelo e consequente cartão vermelho, o árbitro relatou que o capitão do Galo questionou o motivo da advertência. Além disso, ele também o “empurrou com o dedo indicador de forma ofensiva”, conforme registrado no relatório oficial da partida.

Comentários estão fechados.

n