Seleção! Reinaldo elege craque do Galo como um dos melhores companheiros de time

Durante uma conversa descontraída com a equipe do Mineirão, Reinaldo mencionou os jogadores mais marcantes com quem já jogou em sua carreira no futebol, incluindo Toninho Cerezo e Zico, ídolos do Atlético e Flamengo, respectivamente. O ex-atacante e o ex-volante jogaram juntos no Galo entre 1973 e 1983, enquanto dividiu o vestiário da Seleção Brasileira com o Galinho.

O maior artilheiro da história alvinegra ainda mencionou que seu treinador favorito ao longo da carreira foi Cláudio Coutinho, que teve a oportunidade de comandá-lo na Canarinho. Bom ressaltar que o comandante o “ajudou” a disputar sua única Copa do Mundo da carreira, em 1978.

Durante aquele período, Reinaldo já estava enfrentando problemas nos joelhos, sendo que logo após aquele Mundial, na qual o Brasil conquistou a terceira colocação de forma invicta, ele precisou passar por uma cirurgia que o afastou dos campos por quase um ano. Coutinho, na ocasião, afirmou que a Seleção Brasileira foi a “campeão moral”, principalmente devido às suspeitas de armação dos argentinos.

Antes da convocação final, Reinaldo viajou com a equipe para uma excursão na Europa. Havia muitas dúvidas sobre sua capacidade física, mas Cláudio insistiu em levar o centroavante. Na época, o aparelho Nautilus ficou famoso, pois era utilizado pelo Rei em sua intensa rotina de fisioterapia e musculação.

Desempenho no Copa do Mundo de 1978

Durante a estreia do Brasil em Mar del Plata, num campo pesado, a equipe empatou em 1 a 1 com a Suécia. Reinaldo, por sua vez, marcou o único gol que fez em Copas aos 45 minutos do primeiro tempo, igualando o placar.

Na segunda partida, o Brasil ficou no 0 a 0 contra a Espanha, aumentando a pressão sobre a equipe. Nesse jogo, Reinaldo foi substituído por Roberto Dinamite, e a partir dali, amargou o banco de reservas, entrando apenas na disputa de terceiro lugar contra a Itália.

Comentários estão fechados.

n