Sem medo: Atlético corta laços com dirigente e confronta presidente da CBF

O presidente Sérgio Coelho, do Atlético, revelou nesta última terça-feira (18) que entrou em contato direto com Ednaldo Rodrigues, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), para expressar suas preocupações com a arbitragem no futebol brasileiro, logo após o jogo contra o Palmeiras. Ele também anunciou o rompimento com Wilson Luiz Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da entidade.

A derrota para o Verdão por 4 a 0 causou indignação no Galo, principalmente devido à expulsão do atacante Hulk. O confronto ocorreu na Arena MRV, na última segunda-feira (17), resultando em uma goleada pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

“Eu não converso mais com o presidente da Comissão de Arbitragem, o Sr. Seneme. Por uma razão simples. Conversar com o Seneme e nada tem o mesmo efeito. Não adianta nada. Não vou mais conversar com ele. Por diversas vezes, eu saí de Belo Horizonte, fui ao Rio, na CBF, exclusivamente para falar com ele. Mas não adianta falar com ele, tudo continua como antes”, disse Sérgio Coelho.

Hulk que recebeu dois cartões amarelos consecutivos aos 30 minutos do primeiro tempo, sendo expulso por reclamação contra o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima. Além da expulsão do camisa 7, outros lances durante a partida também provocaram protestos por parte do Atlético.

Atlético no Campeonato Brasileiro

O Atlético entrará em campo novamente às 18h30 dessa quinta-feira (20), enfrentando o Vitória no Barradão, em Salvador, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Atualmente, o time comandado por Gabriel Milito ocupa a nona posição na tabela, com 13 pontos conquistados em oito partidas – campanha de três vitórias, quatro empates e uma derrota, além de 12 gols a favor e nove contra.

Comentários estão fechados.

n