Situação chocante do time feminino do Galo é exposta e deixa torcida envergonhada

No último domingo (19), o Galo acabou perdendo a final do Campeonato Mineiro Feminino para o Cruzeiro. A Raposa abriu o placar já no final da partida, com as Vingadoras desperdiçando um pênalti já nos acréscimos.

Após a partida, a publicitária e torcedora do Atlético, Bruna, fez um forte desabado na X (antigo Twitter), além de revelar alguns absurdos com as Vingadoras. Veja:

Diretor do Galo saiu esbravejando

Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Galo, esteve presente na decisão no Independência. Em declarações à rádio Itatiaia após o jogo, ele demonstrou sua indignação com a arbitragem.

De acordo com o dirigente, o árbitro Richard Michel Lara Arruda deixou de assinalar um pênalti claro para o Atlético no primeiro tempo. O lance controverso ocorreu aos 11 minutos, quando Isa Fernandes, lateral-direita do Cruzeiro, colidiu com Lu Gómez.

“Estou sempre bravo, principalmente com a arbitragem. Erra no Campeonato Brasileiro, erra aqui. O pênalti que não foi dado para o Galo no primeiro tempo, pelo amor de Deus, né?! Podia ter mudado o jogo. Por mais que tenha dado no final, não era a mesma coisa. O jogo se decide nos detalhes. Era essa a reclamação. (…) Volto a dizer: faltou coragem ao árbitro para dar aquele pênalti no primeiro tempo”, disse Rodrigo Caetano.

Conforme mencionado pelo diretor, o Galo teve a chance de igualar o placar no final do segundo tempo, mas a atacante Soraya desperdiçou um pênalti aos 51 minutos – a goleira do Cruzeiro, Taty Amaro, saltou para o canto esquerdo e fez a defesa. Dessa forma, o Atlético perdeu a oportunidade de conquistar o quarto título consecutivo do estadual, vendo o rival celebrar a vitória.

Comentários estão fechados.

n