Titular absoluto do Atlético é afastado por lesão pela primeira vez

Contratado pelo Atlético no segundo semestre de 2020, durante um período de litígio com o Santos, o goleiro Everson agarrou a oportunidade e desde então se estabeleceu como titular incontestável. Desde sua chegada, ele já disputou 247 partidas, sendo 29 na atual temporada.

Com intensas dores no dedo mínimo de uma das mãos, o camisa 22 enfrenta um momento inédito no Galo, onde acumula diversos títulos. Isso porque, pela primeira vez, ele foi vetado de um confronto enquanto veste a camisa preta e branca.

Nesta quarta-feira (26), às 21h30, a equipe dirigida pelo técnico Gabriel Milito enfrentará o Internacional pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo será realizado no estádio Heriberto Hülse, em Criciúma.

Em 2022, Everson ficou fora dos jogos do Atlético contra o Independiente del Valle, do Equador, e o Brasiliense devido ao diagnóstico de Covid-19. Nas demais vezes em que não pôde jogar, foi por estar suspenso, sendo substituído pelos suplentes Rafael e Matheus Mendes.

Momento ruim no Atlético

Everson que vive um dos piores momentos desde que chegou ao Atlético. Após o empate em 1 a 1 com o Fortaleza no último domingo (23), o goleiro fez forte desabafo, chorou e revelou ter jogado no sacrifício.

“Desculpa, mas sempre tem (perseguição). Ninguém sabe o sacrifício que fiz para jogar hoje, foi difícil pra caralho. Estou cheio de dor. Mas, enquanto a dor for suportável e eu aguentar a dor, eu vou jogar. Por mais que eu não agrade uma parte da torcida. Ano passado eu passei por isso e terminei 2023 como um dos melhores goleiros da competição, ajudando a equipe no segundo turno, fazendo grandes defesas”, disse Everson.

Comentários estão fechados.

n