Treinador que detonou reforço do Atlético-MG é mandado EMBORA

António Oliveira foi demitido do cargo de técnico do Corinthians devido ao fraco desempenho inicial da equipe no Campeonato Brasileiro, encerrando assim sua passagem pelo clube após pouco mais de quatro meses. Ele que recentemente criticou o volante Fausto Vera, possível reforço do Atlético-MG.

O português já estava sob pressão desde o jogo contra o Athletico Paranaense, onde o gol de empate marcado por Cacá nos acréscimos, momentaneamente aliviou a situação do treinador. Contudo, ele não resistiu ao empate contra o Cuiabá e à derrota para o Palmeiras.

António Oliveira, contratado pelo Corinthians em fevereiro, teve um desempenho inicial promissor no Campeonato Paulista, apesar de não ter conseguido avançar para a segunda fase. No entanto, as críticas aumentaram durante o Campeonato Brasileiro, onde conseguiu apenas uma vitória em 13 jogos disputados.

Agora, o time paulista inicia a busca por um novo técnico no mercado. Este será o terceiro treinador a comandar a equipe nesta temporada, que também teve Mano Menezes em um curto período no início do ano.

Críticas a possível contratação do Atlético-MG

António Oliveira mencionou que Fausto Vera, alvo do Atlético-MG, foi visto como um elemento de divisão no grupo do Corinthians. Em uma entrevista exclusiva à Trivela, o treinador respondeu às críticas feitas pelo meio-campista, que expressou sentir-se injustiçado pela falta de oportunidades sob o comando do lusitano nesta temporada.

“Também gostaria de ressaltar que enquanto treinador prezo em minha equipe por jogadores que, além da qualidade técnica, sejam pessoas de caráter e comprometidas com o time. Tinha à disposição para a posição do atleta Fausto Vera no começo do Brasileirão, três jogadores que, além das suas qualidades técnicas diferentes, mostraram sempre, diariamente, em nossos treinamentos, muito esforço e dedicação: Moscardo, Raniele e Bidon”, disse António Oliveira.

Comentários estão fechados.

n