Urgente: Jogador do Atlético é acusado de racismo contra o Fortaleza

Durante o empate entre Atlético e Fortaleza na Arena MRV, o volante tricolor Pedro Augusto comunicou ao árbitro da partida que teria sido alvo de uma ofensa racial do meio-campista alvinegro Battaglia. O árbitro Flávio Rodrigues de Souza registrou o incidente na súmula, porém destacou não ter presenciado o ocorrido pessoalmente.

“Informo que aos 34 minutos do primeiro tempo, o jogador de número 28 da equipe visitante, sr. Pedro Augusto Borges da Costa, veio em minha direção relatando que o seu adversário de número 21, sr. Rodrigo Andres Battaglia havia o insultado de “negro de m…”. Esclareço que este episódio não foi presenciado, tampouco ouvido pela equipe de arbitragem”, diz a súmula.

Durante a transmissão do jogo pelo Premiere, o jogador do Fortaleza foi visto nas imagens bastante exaltado em direção ao argentino, mas o motivo não pôde ser identificado. O lance foi exibido aos 34 minutos do primeiro tempo.

O empate entre Atlético e Fortaleza

No primeiro tempo, a performance da equipe de Gabriel Milito deixou a desejar. O Atlético não criou oportunidades claras e permitiu espaços para o Fortaleza, especialmente pelo lado direito, onde Breno Lopes aproveitou para marcar o gol do time cearense.

Por outro lado, no segundo tempo, o Galo dominou, especialmente nos primeiros 25 minutos. Os anfitriões mostraram-se mais agressivos, criaram boas jogadas com Palacios, tiveram o gol de Paulinho e finalizações perigosas de Battaglia e Scarpa, que pararam em João Ricardo e na trave, respectivamente.

Em síntese, o jogo na Arena MRV foi movimentado, com um total de 34 finalizações. A defesa do Atlético, que tem sido um problema nas últimas partidas, mostrou alguma melhoria, mas ainda precisa de ajustes.

Comentários estão fechados.

n