Urgente! Parceiro de Bruno no assassinato de Eliza é preso outra vez

Nesta última quarta-feira (3), Marcos Aparecido dos Santos, também conhecido como Bola, foi detido por um homicídio ocorrido em 2009 no Bairro Juliana, na Região Norte de Belo Horizonte. Ele foi cúmplice do ex-goleiro Bruno no caso do assassinato de Eliza Samudio, ocorrido em 2010.

Segundo a acusação do Ministério Público, o homem foi contratado por Antônio Osvaldo Bicalho, um comerciante que teria descoberto um caso extraconjugal entre sua esposa e a vítima. Ambos foram condenados pelo crime em 2019 e tiveram permissão para recorrer em liberdade, mas ele já estava cumprindo pena pelo assassinato de Eliza.

Bola estava em regime aberto desde setembro do ano passado. Contudo, na última segunda-feira (1º), a Justiça ordenou sua prisão devido ao esgotamento dos recursos relacionados ao crime ocorrido em 2009.

Segundo informações da Polícia Militar, Marcos foi detido em sua residência, localizada no bairro Santa Clara, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele foi levado à delegacia local e, posteriormente, encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para realizar exame de corpo de delito.

O caso de Bruno e Eliza Samudio

Em 2010, Eliza Samudio, então com 25 anos e mãe do filho recém-nascido de Bruno, desapareceu. Na época, o ex-goleiro, que havia sido formado no Atlético e estava jogando pelo Flamengo, foi implicado nas investigações.

Segundo os relatos, Bola participou da execução e do desaparecimento do corpo da mulher, que, de acordo com as informações, foi esquartejado e dado de comer a cães famintos. Em 2013, ele foi julgado e recebeu uma sentença de 22 anos e três meses de prisão.

Marcos foi condenado pela morte e ocultação do cadáver de Eliza Samudio, além do sequestro do filho dela com Bruno. O ex-arqueiro também recebeu a mesma pena.

Comentários estão fechados.

n