Vídeo: Jogador do Peñarol provoca ídolo do Atlético e gera polêmica

No confronto contra o Peñarol, o Atlético sofreu uma derrota por 2 a 0, perdendo assim sua invencibilidade na Copa Libertadores. Durante o jogo, as tensões aumentaram, com alguns jogadores uruguaios provocando Hulk, incluindo o goleiro Aguerre, que exibiu o número cinco, referindo-se aos títulos da Libertadores conquistados pelo time uruguaio.

Após uma falta cometida pelo camisa 7, os jogadores uruguaios não ficaram satisfeitos e partiram para cima do artilheiro, que também se envolveu em discussão. Logo depois do gesto do arqueiro, o capitão do Galo virou-se e exibiu o nome em sua camisa.

Mesmo com a derrota, o Atlético permanece como líder do Grupo G da Libertadores, somando 12 pontos, além de já estar assegurado nas oitavas de final. O Peñarol alcançou nove pontos e ainda almeja a liderança do grupo.

O revés do Atlético

Gabriel Milito, conhecido por sua competitividade, teve que lidar, pela primeira vez, com a frustração de uma derrota como técnico do Atlético. Reconhecendo o mérito do rival no confronto, o argentino também identificou a falta de profundidade como um problema na partida, e assegurou que tirará lições desse tropeço para o desenvolvimento da equipe.

Para concluir, o treinador destacou novamente a insatisfação com a primeira derrota sob seu comando. No entanto, ele mostrou-se tranquilo com o progresso da equipe em campo.

“Me dói perder. Me dói pelo esforço dos jogadores – sobretudo por como se deu o jogo, com dois gols de falta. O perigo era a partir do contra-ataque. Poderíamos ter feito melhor. Mas tranquilo. É bom para tirar conclusões. Não é bom perder, mas o que ocorreu é bom para tirar conclusões e melhorar a partir da derrota. Mas com calma”, disse Milito.

Comentários estão fechados.