Hulk expõe conversa com Milito após ‘problema’ no Atlético e motivo agita torcida

Desde que Milito assumiu o comando, tem sido notável a gestão do tempo de jogo do atacante Hulk. Nos últimos dez jogos do Atlético, ele foi substituído em sete deles, e essa estratégia visa evitar qualquer risco de lesão ou excesso de desgaste em um dos líderes principais do elenco.

O argentino já explicou a situação, expressando sua expectativa de contar com o artilheiro em plena forma em todos os jogos. Por sua vez, o craque encara essa abordagem com naturalidade e busca manter uma comunicação constante com o treinador.

“Milito tem uma relação muito boa com os jogadores. Claro que queremos estar sempre em campo, mas o mais importante é o resultado. Manter todo mundo seguro e sem lesão. É sobre isso que estamos conversando bastante. É continuar ganhando e somando juntos”, disse Hulk.

O camisa 7 participou de 19 jogos nesta temporada, registrando sete gols e seis assistências, e apesar de uma seca de oito partidas sem marcar, o atacante não considera isso um problema. Ele encara a situação com tranquilidade e espera quebrar essa sequência nessa terça-feira (14), quando o Galo enfrenta o Peñarol fora de casa, às 19h, pela 5ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

Hulk garçom

Apesar de enfrentar uma seca de bolas na rede, Hulk continua demonstrando sua importância para o Atlético. Isso porque, em 19 jogos, ele contribuiu com seis assistências, alcançando uma média de 0,36 passes para gol por jogo, o que representa sua melhor marca desde que chegou ao clube em 2021.

  • 2023: 14 assistências em 59 jogos – média de 0,23
  • 2022: 5 assistências em 29 jogos – média de 0,10
  • 2021: 13 assistências em 68 jogos – média de 0,19

Comentários estão fechados.