R$ 110 milhões na conta? Venda de jogador pode rechear os cofres do Atlético

Há rumores de que o Atlético pode estar se preparando para se despedir do atacante Paulinho, considerado por muitos um dos principais jogadores não só do clube, mas também do futebol brasileiro. No ano passado, ele teve uma temporada excepcional, sendo o artilheiro do Brasileirão e conquistando uma convocação para a Seleção Brasileira, o que elevou ainda mais seu status no cenário do futebol nacional.

O excelente desempenho do camisa 10 tem despertado o interesse de grandes clubes estrangeiros, o que pode indicar uma possível saída do Galo. Segundo informações do ‘Canal Alvinegro‘, nos últimos meses, houve um aumento significativo no número de sondagens pelo jogador, com times importantes da Europa e da Arábia demonstrando interesse em sua contratação.

Diante desse contexto, nos corredores, a diretoria reconhece que pode ser difícil manter Paulinho e já estabeleceu um preço para sua negociação. Segundo a fonte já mencionada, o Atlético estaria disposto a aceitar propostas a partir de 20 milhões de euros (cerca de R$ 110 milhões), uma quantia considerada atrativa para os clubes europeus.

Maiores vendas da história do Atlético

  1. Bernard para o Shakhtar Donetsk-UCR (2013): R$ 77 milhões (€ 25 milhões)
  2. Emerson Royal para o Barcelona-ESP (2019): R$ 50,8 milhões (€ 12,1 milhões)
  3. Jemerson para o Monaco-FRA (2016): R$ 48 milhões (€ 11 milhões)
  4. Junior Alonso para o Krasnodar-RUS (2021): R$ 46 milhões (US$ 8,2 milhões)
  5. Allan para o Flamengo (2023): R$ 42,6 milhões (€ 8,2 milhões)
  6. Sávio para o Grupo City (2022): R$ 35,6 milhões (€ 6,5 milhões)*
  7. Marrony para o Midtjylland-DIN (2021): R$ 28,3 milhões (€ 4,5 milhões)
  8. Gilberto Silva para o Arsenal-ING (2002): R$ 26,3 milhões (US$ 8,7 milhões)
  9. Chará para o Portland Timbers-EUA (2020): R$ 26,1 milhões (US$ 6,5 milhões)
  10. Douglas Santos para o Hamburgo-ALE (2016): R$ R$ 25 milhões (€ 7 milhões)

Comentários estão fechados.